Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

O OUTRO LADO DUM PERFUME

 

Pergunto ao mar pelos teus olhos

e o mar aponta-me o arco-íris.
Pergunto ao areal pelos teus pés
e o areal fala-me dum chão de seda.
Pergunto à brisa pelo teu cheiro
e a brisa lembra-me um campo florido
onde mil orquídeas se vestem de branco.
Não te pergunto pelos cabelos
porque os sei soltos e lindos
como seara de trigo ao vento!
Queria perguntar-te pelo coração
e do que te fala o amanhecer…
mas temo que me adies a resposta
para a outra metade do poema…


 

 

AMOR AO MAR

 

Desamarra ao peito a barca
à maré cheia dos olhos
e deixa o céu desfrutar
cada poro do teu corpo
nas vagas mansas do mar

E o vento há-de soprar!...

Despe o corpo à noite toda
não te escondas do luar
deixa que as ondas se agitem
que desponte a madrugada
se horas são de abalar

E o vento há-de soprar!...

E quando o sol da manhã
pela praia se poisar
já a barca se atracou
já o céu te engravidou
de mais um filho do mar!

 

 

 

CHEIRO

 

Vem de púrpura ou negro.
Salpica-te de "Channel"
ou de flores prensadas;
opta,
mas rasgarei,
quero que saibas.
E o cheiro...
lavo-te a pele
e quero o teu.
A noite pede
a lua despida
e sem perfumes.

 

 

PINGA AFETOS

 

Mais que do conquistas de mares e de terras, de pimenta e de muito ouro, pelos confins do mundo, no passado. Mais do que "peitos" cheios de glórias sérias e vaidades efémeras, no presente, hoje orgulho-me do meu país, por lhe saber a timoneiro um homem bom, com cheiro e sentir, como todos os outros homens do meu país:
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que abraça numa noite fria quem tem frio, sem abrigo, sentindo com ele a solidão, o gelo e má fortuna...
E - todos sabemos bem - não tem estes gestos mera por estética/política/demagogia; o Senhor professor é mesmo assim um "pinga afetos"...
E que bom que seja assim!

 

 

16114820_10155063533082268_8366596383867889772_n.j

 

 

 

"QUE DEUS ABENÇOE (E PERDOE) A AMÉRICA"

 

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, chamou-lhes hoje "aqueles ilegais".

Eu também prefiro chamar-lhes...



REFUGIADOS



Que se abra a estrada da paz
a quem foge do terror
que lhes plantaram na rua.
Que se acolha num chão seguro
a quem armadilharam o chão de medo.
Que se aconchegue num afago
a quem o mar bondoso
não depositou inerte e frio no areal…
Depois, só depois, muito depois
chamem as dúvidas e outras razões…
Mas não esqueçam
que os filhos do mundo
pertencem a todo o mundo!

 

 

15245145.jpeg

 

 

AVENIDA DR. PAULO MARCELINO

 

 

Gosto disto. Se me perguntarem porquê, direi apenas que gosto.
Ah, aqui estaciono e carro e o olhar todos os dias. E sei de cada folha que cai das tílias, pelo fim do outono. E sei, vejam só, do nome de cada pessoa que passa, de cada carro que pára, de cada silêncio que se não acha impaciente. E sei, até, da história do "Império", plantada no verde da rotunda...
Como vêm, sei do mundo todo, a cada manhã dos meus olhos, sem que precise que o mundo saiba de mim.

 

 

15941241_1666004600080151_3930627209294080886_n.jp

 

 

 

 

MELHOR, QUE NÃO

 

Foste mais

do que chuva que teima no verão

Foste mais

do que vento de passagem

Ficarás mais

do que memória…

porque te quero guardar

como se estejas sempre

e ainda mais

 

 

 

 

"ALA-ARRIBA"

 

Caio ao chão a cada verso

e a cada poema me levanto.

E neste constante soluçar

sem tempo dos olhos secar

subo a escada e me agiganto…

 

 

OLHOS DE VERSOS

 

Plantaria os teus olhos
entre os lábios dum poema
e o haveria de saber
em doce declamação.
Por serem olhos de versos
tamanhos de beleza
temo faltar-me engenho
para os saber acomodar
no meu jardim de palavras.
Sou de estradas curtas
de rimas desalinhadas
de poemas menores;
e os teus olhos
enormes de sede e de fontes
só podem admitir pousar
num poema maior!

 

 

PENSAMENTO

 

 

Quem não tem coragem na flor da idade, viverá prisioneiro a vida toda.

O saber, aprendemo-lo dos outros; a coragem, ganhámo-la de nós. E convém que seja cedo. Muito cedo!

 

 

João Luís Dias

 

 

EUEUEUE.jpg

 

 

MALENA

 

(a Monica Bellucci)

 

Poema?!...
O que dizer e como dizer
de uma deusa do olimpo
perfumada de vestal
assente em saltos altos
a caminhar equilibrada
entre as fendas

dum chão de pedras
quando estas se uniram
para que ela passe?...
Eu, não arrisco;
nem um só verso!
Que me diriam as pedras
se o poema não conseguisse
mais do que elas?!...