Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

MOMENTOS

 

Estavam sentados numa mesa, a três ou quatro metros de mim. Eu degustava um frango de caril e eles, de mãos dadas, bebiam dos olhares que trocavam, como se o amor lhes vertesse dos olhos. Era íntimo o espaço deles e era meu o resto do lugar. Eles sabiam disso, e eu nem dava por isso.
Falaram, em sussurro, de coisas que eu não ouvi, mas, tenho a certeza, diziam de coisas grandes da vida deles.
Eu bebi o último gole de vinho, e eles levantaram-se e entregaram-se num abraço. Claro, sentados a uma mesa, de frente um para outro, como se poderiam abraçar?
Não ousaram no beijo, sabiam que o espaço deles eram apenas um canto do resto do lugar; e no resto do lugar todo estava eu.
E para quê o beijo das bocas, se naquele abraço já se beijavam os corações?

 

 

Nota: não ficcionado