Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

"VIDA"

 

Nasceu nos olhos, linda e delicada

com pele de seda, perfume de mar

e as mãos deram-lhe um berço

para o embalo do primeiro verso.

Cresceu menina, doce nas palavras

que vertiam e bebia, como se de fontes do céu.

E perguntava por todos os poemas

por todas as rimas, pela lua, pelo calor da tarde

pelas manhãs azuis, pela neblina, pela chuva

pelo entardecer à luz por pôr-do-sol

pelo outro lado do mar…

Sorria para o horizonte, ria também

ao abraçar um outro verso.

Fez-se mulher, sentiu o fresco das manhãs

acendeu a primeira chama, ateou fogueiras

e fez arder pétalas brancas no peito

na lentidão dum beijo temperado

terminando o último dos três versos

do poema que sonhava...

Na praia, descalça, em arrepio

embalada de silêncio, cheiro a maresia e fé

sentiu a espuma na pontinha do pé

e beijou a areia molhada, morna, branca de sal

como se fosse ela a madrinha da sua poesia!

 

 

 

1 comentário

Comentar post