Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

Búrios cobertos por mimosas

 

A poetisa e pintora ROSA MAGALHÃES, que, confesso, nunca tive o prazer de ver de perto e só lhe conheço palavras, dedicou-me este belíssimo poema, por certo imerecido.

Fica aqui postado, com o meu agradecimento.

 

João Luís Dias

 

 

 BÚRIOS COBERTOS POR MIMOSAS

 

Que importa!
Se Janelas que trazes são janelas abertas
E as planícies
São Olhares do teu eu quase encoberto
Ousas nas palavras
O Ãmar de um amor que faz falta
A iluminar todos os sonhos
O teu eu superior mais forte

Que importa!
Se Lírios e jardins estão mortos
Se existem flores
E Urtigas entre outros eternos cantos
A namorar rosas
Ínquietas e florestas desertas
Dos campos lindos
Simples das tuas germinadas letras

Que importa!
Se os Dias e as horas que passam, cantam
Ou se passam
Giestas Internas nos medronheiros sábios
Há marcos milenares por todo o lado
A temperar os sabores mais amenos
Amizades são Búrios
São rústicas portas cobertas de mimosas

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    jluisdias 09.01.2010 18:54

    Olá, poetisa Rosa, seja bem vinda a este espaço. A sua poetisa chegou primeiro, como observa!
    Acredite no enorme prazer com que a postei por cá, independentemente do propósito... rsrs
    Não falarei do poema, pois, naturalmente, seria suspeito, mas, garanto-lhe é um poema e dos muito bons!
    Obrigado pelo gesto.
    Um beijinho
    João Luís
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.