Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

ALZHEIMER

 

Adormeceste

pelo fim da maratona.

Sem que os dia te obriguem,

permaneces quieta,

serena,

para cá da fronteira dos mortais.

Tudo te existe

e tu estás tão pouco...

É sono demais,

não é, mãe?!

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.