Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

Aniversário do poeta

 

Parabéns, companheiro,
por teres sabido subir uma a uma cada escada
e não te deixares tropeçar.
Parabéns, companheiro,
por, quando passaram por ti, correndo mais,
nunca os teres ou quereres ter atropelado.
Parabéns, companheiro,
por nunca te debruçares nas varandas que não são tuas,
para olhar, mesmo que apenas, o pôr-do-sol a roçar no horizonte.
Parabéns, companheiro,
por gostares do mar, mas não te quereres por lá,
porque as pedras na tua montnha, mesmo cinzentas e frias tanta vez, são e valem ainda mais para ti.
Parabéns, companheiro,
por nunca destruíres catedrais, a não ser as do teu peito.
Parabéns, companheiro,
por gostares de rosas vermelhas, de açucenas, de aromas…
mas nunca destruíres jardins para colheres flores e nelas te perfumares.
Parabéns, companheiro,
por reconheceres que as tuas palavras,
mesmo as tuas maiores palavras, só valerão
se os outros as souberam e quiserem entender.
Parabéns, companheiro,
por teres nascido sem berço de prata
mas quereres, sempre, de ouro todos berços.
Parabéns, companheiro,
por andares por aí seguro no asfalto,
mas te lembrares que as estradas já te foram de terra nua, de pó,
e te conduzes, por isso, à velocidade a que obriga o nevoeiro.
Parabéns, companheiro,
pela humildade em aceitares as minhas palavras, tão cheias de quase nada!
Aprecio-te, companheiro,
mas ainda estás longe do que queres
e do que eu sei que quero de ti…
Parabéns, companheiro,
por mais um aniversário!
E não te emociones com esta minha lembrança, companheiro.
Esse é um presente que te quero deixar para depois...

Cordialmente,

o teu espelho

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.