Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

ASAS

 

Mais do que de alguém

sentirá falta de si

e do seu sentir de asas soltas...

Uma ave migratória

não vive conformada

de ramo em ramo

de varanda em varanda

a olhar o mesmo chão

e a beber da mesma fonte;

um dia há-de querer ir com o vento

para onde tem de ir

esvoaçando pelo céu…

 

 

AVE.jpg

 

 

 

VESTIDA DE SOL

 

( à mana Alice)



Vestiu no rosto o sorriso e nunca mais o despiu.
Aos olhos levou o sol e o calor ficou neles.
Vive como se a vida não tenha lados sem luz
como se as noites fossem todas de luar.
E combate as cinzas dos dias sorrindo e acreditando...
- Não vai ao chão toalha de pano fino!-
Porque nasceu em agosto, aos primeiros dias
a minha mana, Alice
que as rendas a quiseram
é mais do que o céu
é mais do que o sol
é mais do que um mar grande
e do que o seu extenso areal;
é um presente do verão!