Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

A PROPÓSITO DE EQUIDADE...


A PROPÓSITO DE EQUIDADE, TRABALHADORES E OUTROS MALFEITORES


Como funcionário público (e peço desculpa por pertencer a esta espécime de malfeitores) desde sempre me habituei a trabalhar muito para além do tempo que me é obrigado, e sempre o fiz e faço a troco, apenas, do gosto de bem-fazer e nada mais. E não sou, acredito, o único “malfeitor” com esse gosto curioso, quiçá, esquisito, ou mesmo anedótico, de dar mais do que aquilo que me pedem; precisaria de muitas mãos e muitos dedos para os contar a todos. E se o que acabo de dizer é fazer justiça a quem a merece, está feita então por mim aqui. 

Mas, se “malfeitores” o continuarmos a ser, que o sejamos até no excesso do horário de trabalho. De benfeitores está o inferno cheio e o paraíso e o céu fartos deles. E não digo mais, para não dizer demais...
Claro, atento à tão falada equidade (público/privado) apenas dela direi que melhor será nem dizer nada!



Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.