Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

ACONTECEU NA CIDADE

 

(não ficcionado)

Foi na última tarde. Precisamente a meio da tarde deste domingo. 
Estava eu dentro do carro, que tinha estacionado. Chovia miudinho, mas mesmo assim permitia-me ver o carro que, por força do trânsito, estava, momentaneamente, parado ao meu lado. Dentro dele um casal. Um casal jovem; sei lá se casados, namorados… Sei lá! Sei apenas que era um homem e uma mulher. Tudo normal, não fosse a chuva miudinha que ia caindo e escurecendo a tarde.
Então, no momento em que esse carro estava parado mesmo a meu lado, eis que o homem esbofeteia a parceira do seu lado e em ato contínuo aperta-lhe com violência (tipo beliscão) o braço e volta de seguida a esbofeteá-la. E eu estava a olhar e ele também me olhou. Eu fiquei chocado, dorido, envergonhado como homem, e ele pareceu-me sentir-se o maior valentão da cidade.
Abri a porta do meu carro, saí, e quando me dirigi para lhe perguntar que número calça um cobarde, ele, aproveitando o alívio do trânsito, voltou à marcha. E eu fiquei uns instantes à chuva que caí miudinha, enquanto via seguir o carro preto duma besta e de uma vítima dele…