Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

Cais dos teus olhos

 

No cais dos teus olhos
há sempre ondas e pedras que se separam
e há mãos que enternecidas se enlaçam

No cais dos teus olhos
há sempre sal e areia que se unem
e há beijos que liquefeitos se repartem

No cais dos teus olhos
há sempre sol e preia-mar que se despedem
e há corpos que desabotoados se entregam

Há um cais que fica nos meus olhos
sempre que parto solitário dos teus…

inédito

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.