Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

E assim parto...

 

Duas mãos soltas
uma que me desbasta o pensamento
outra me escreve.
Um coração que bate desordenado
qual corda de relógio solto ao calendário
e um outro que espreito e pulsa.
E assim parto para o poema.
O céu, quase nem cinzento
a esconder-se no anoitecer
me não desanima.
E nem a falta de luz
me calará o verso;
tenho a fogueira acesa
e o rebentar das brasas
a despertar-me o peito!...

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.