Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

Além da pedra

 

Olha comigo, ao fundo, o horizonte.

Olha bem na linha que o golpeia.

Olha, olha-o bem…

Diz-me se vês lá um esteio em pedra.

Não, ao lado é uma árvore conformada

que dança sempre que o vento sopra

tonta de euforia, insinuando outros olhos.

Falo-te da pedra robusta e vertical

e que une a linha quebrada.

Já o vês agora?!...

Sim, é esse pedaço disforme

que, daqui, mal parece alguma coisa.

Mas é pedra dura

pregada ao chão da montanha

e que derrubo todos os dias

sempre que ao entardecer

lhe aponto a mira dos meus olhos

querendo atingir os teus;

porque o coração me pede

para te não deixar escondida

por detrás de sombra alguma

mesmo que ao crepúsculo da tarde

para lá da parede do horizonte

tudo seja tão difuso
tão longe, tão complexo

e tão distante...

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.