Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

Cana verde

 

Quando solta a cana verde

do fole da concertina

até o luto se esconde

no coração, que se anima!

 

 

Em homenagem à minha terra e à sua mais genuína cultura.

Porque esta é o seu maior património.

 

João Luís Dias (o poeta da nossa montanha)


  

 

(rusga popular ao toque da cana verde, nas festas em Terras de Bouro)

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.