Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

REQUIEM

 

Quando o oeste e o mar um dia transbordarem
e as cidades cansarem dos excessos;
quando as pessoas fartarem de se olhar
nas montras coloridas e espelhos baços;
quando os montes e as serras 
secarem vazios na febre do verão
e descerem na torrente das águas
no tempo das chuvas;
quando apenas sobrar o silêncio
no adro da igreja...
saberão do mal que fizeram
a uma terra e a um país!
E, então, poderá ser tarde demais
para se encontrar tanta coisa que se perdeu
entre pedras caídas, telhados quebrados 
e flores e memórias sepultadas....
E não estranhem depois
se o nem o cuco, por lá
cantar no mês de maio!

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.