Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

POEMAS E RECADOS

poemas e textos editados e inéditos de JOÃO LUÍS DIAS

VENTO NO VERÃO

 

Que vento foi esse

que te bateu na janela

e trespassou a vidraça

como se lança pontiaguda de gelo

e te vestiu de frio?

Quem soprou esse ar glaciar

medonho…

de ulcerar as mãos e o peito

em fendas dolorosas?

De que norte veio

para o teu verão

para as flores cheirosas do teu peito

o mais gélido vento de inverno?

Porquê assim…

tão repentino

tão fora de tempo

tão implacável?!...

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.